está com
-%

Esta oferta encerra em

Por

00:00
Loja Online
Login

Português

Orçamento de pintura: o que é e como fazer

Orçamento de pintura: o que é e como fazer

  • Produtos citados

Para um profissional, precificar um serviço nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, é necessário buscar por ferramentas para organizar e mensurar as etapas até chegar a um valor, como é o caso do orçamento de pintura

Normalmente, um orçamento de pintura é baseado em três pilares: material, dimensão/condição da superfície e mão de obra. Para definir esses pontos, é fundamental estudar o projeto e entender as exigências do cliente. 

Se você está se perguntando como fazer um orçamento de pintura, não precisa mais se preocupar: preparamos este artigo recheado de dicas sobre o processo. Continue a leitura e confira! 

Por que fazer um orçamento de pintura?

Antes de mais nada, você sabe qual é a importância de elaborar um orçamento de pintura? Além de precificar o serviço, o documento oferece mais segurança e previsibilidade tanto para o cliente, quanto para o pintor.

Ao elaborar um orçamento, você assegura que o contratante pode custear todo o processo de pintura, incluindo despesas fixas e extras. Fora isso, o documento dá um tom profissional ao serviço, valorizando-o e transmitindo mais confiança ao cliente. 

Como fazer um orçamento de pintura?

Ao compreender o papel do documento, fica mais fácil elaborá-lo. Para fazer um orçamento de pintura residencial, comercial ou predial mais assertivo, é possível seguir alguns passos.

1. Conheça o projeto

Se você não sabe como calcular orçamento de pintura, o primeiro passo é conhecer o projeto. Assim, quando o cliente entrar em contato, busque extrair o máximo de informações a respeito, como o motivo da pintura, as expectativas para o resultado e quanto/como o contratante pretende custeá-lo. 

Dessa forma, você tem mais segurança para definir os valores, ou seja, sem cobrar demais ao ponto de perder o cliente, nem cobrar de menos, saindo no prejuízo. 

2. Visite o local e verifique as superfícies

O segundo passo para elaborar um bom orçamento de pintura é visitar o local da obra. Ao chegar ao espaço, fica mais fácil visualizar o que o serviço exigirá, dando clareza para a definição de valores. Nessa visita, também é fundamental certificar-se das condições das superfícies que receberão a pintura. 

Nesse momento, a dica é verificar a extensão da superfície, principalmente se você for basear o preço da pintura por m². Além disso, faça o cálculo superficial da quantidade de tinta e analise o que será necessário, como raspagem, massa, textura, etc. Se quiser, vale a pena tirar uma foto para anexar ao orçamento e explicar o que terá que ser feito ao contratante. 

pintora com régua verificando alinhamento de parede para formular orçamento de pintura

3. Defina os materiais necessários

Entendendo as condições da superfície, você já pode definir os materiais necessários para a pintura. Você pode passá-los ao contratante, indicando as melhores opções, mas deixe em aberto para o cliente escolher quais e onde comprar. 

É válido ressaltar que a qualidade dos produtos pode interferir no rendimento e na cobertura, além de afetar diretamente o resultado. Após passar isso ao cliente, não esqueça de incluir os valores no orçamento, trabalhando com uma margem de erro, já que os preços podem variar.

4. Análise o tempo de serviço

Depois de definir os materiais, é hora de analisar o tempo gasto no serviço para determinar o valor da mão de obra da pintura. Para isso, considere todas as etapas do projeto, incluindo a preparação e os detalhes finais.

Nesse momento, vale a pena trabalhar com margens seguras. Por exemplo, se o serviço demora 10 dias, a dica é estimar ao contratante cerca de 12 ou 13 diárias. Além disso, a partir do tempo, você pode estimar quais serão suas despesas diárias, contando gastos com materiais, transporte e alimentação. 

5. Feche o serviço 

Depois de definir os materiais, as dimensões e as condições da superfície, assim como a mão de obra, de acordo com a extensão do serviço, você já pode passar tudo para o documento e fechar o negócio. 

O orçamento de pintura pode servir como um modelo para projetos futuros. Para profissionalizá-lo ainda mais, vale a pena anexar fotos de trabalhos anteriores, que fez ao longo da carreira. Isso dá mais credibilidade e transmite confiança ao cliente. 

Invista nas tintas da Suvinil!

Agora que você já sabe como elaborar um orçamento de pintura, que tal conhecer os produtos da Suvinil para garantir mais qualidade e eficiência aos seus serviços? Há mais de 60 anos no mercado, a marca já é tradição e conta com um gigantesco portfólio.

Em meio aos produtos, estão as tintas premium para parede: Suvinil Toque de Luz, com acabamento semibrilho, a Suvinil Toque de Seda, com acabamento acetinado, e a Suvinil Fosco Completo, com acabamento fosco. 

Também há opções para outras superfícies, como o Esmalte Suvinil Multissuperfícies,  feita à base de água, essa tinta epóxi pode ser aplicada sobre madeira, metal, azulejo, pastilha, vidro e alvenaria. 

Milhares de cores para experimentar! 

Além da variedade de produtos, a Suvinil conta com um enorme leque de cores de tinta. São mais de 2.000 tonalidades distintas para atender aos mais diversos gostos e estilos de decoração.

Para facilitar a escolha, as cores são subdivididas entre as famílias: Brancas e Leves, Claras e Suaves, Intensas e Vibrantes, Acentuadas e Acolhedoras, Neutras e Clássicas e Cinzas Neutros. 

Pintou Parceira com a Suvinil!

Gostou do conteúdo e já sabe como elaborar um orçamento de pintura? Então, aproveite o tempo livre para conhecer a ação Pintou Parceira da Suvinil. Nela, é possível garantir cursos, prêmios e certificações. Saiba mais!